2019, by André Chaíça

B a l i

FEVEREIRO / MARÇO DE 2017

     Situado no maravilhoso país da Indonésia, pertencente às Ilhas Sonda, Bali é um oásis de cultura e património que faz as delicias de viajantes de todo o mundo, que meteram Bali na sua wishlist.

     Apelidada por ilha dos deuses, esta apresenta-nos uma explosão de natureza, cores e tradições. Entre Templos, praias paradisíacas e florestas luxuriantes. Todos os recantos desta ilha têm algo especial,  as águas de côco, os mergulhos no mar, as praias de corais, as aulas de surf, o yoga, o nasi goreng, as bananas mais saborosas de todo sempre, os mercados de fruta, os macacos a passear nas nossas varandas, as oferendas colorindo todas as manhãs nas ruas, o som das cigarras todas as noites.

     Não dá para descrever esta viagem, foi das melhores experiências que já vivi.

Tens que saber isto:

Bandeira:

Capital: Denpansar

Língua: Balinesa

Moeda: Rúpia Indónesia

Fuso horário: UTC/GMT

+8 horas que Portugal

Código telefónico: +62

Subscribe & Follow

  • Facebook - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

INSTAGRAM

Localização

  Assim que aterrámos no aeroporto de Dempansar foi em menos de uma hora que o motorista do táxi nos deixou em Ubud, o primeiro local da nossa jornada por esta fantástica ilha.  (claro que regateámos o preço do táxi)

U B U D

INDONÉSIA

Vista da piscina do Goya Boutique Hotel

Este foi o sítio escolhido para recarregar energias após mil horas de avião, uma escala de 8h na Suíça e 6 em Singapura. Não podíamos ter feito escolha mais acertada, antes de começar a nossa trip.

Onde ficar?
GOYA BOUTIQUE HOTEL

O Goya boutique hotel está  localizado a 8 minutos a pé da Floresta dos Macacos , com design contemporâneo, spa e piscina exterior. O Palácio de Ubud fica a 10 minutos a pé e o Blanco Renaissance Museum a 15.

Nascer do sol na piscina do Goya Boutique Hotel

​Nós optámos por dois hotéis, um para descansar mesmo e outro porque era fotográficamente lindo. Acabámos por adorar tanto o primeiro que não queríamos ir embora.

A obrigatória Bintang

Campanha fotográfica da A-corda

Bambu indah

O Bambu Indah é um hotel boutique radicalmente distinto em Ubud, foi cuidadosamente selecionado por designers e residentes de longa data de Bali como John e Cynthia Hardy. 

Agora, Bambu Indah está disponível para viajantes de todo o mundo em busca de experiências únicas, ao mesmo tempo conforto num ambiente natural e serviço de um hotel íntimo, com uma cozinha vegan e biológica todos os ingredientes são colhidos na sua horta. Também podemos encontrar diferentes espaços dentro deste eco-hotel como mini-templos, pontes feitas de cana ao estilo "Indiana jones", animais, locais para a prática do yoga, cabanas em àrvores, e o elevador feito de bambu? nem vos conto, vejam por vocês.

(Se me permitem, durante a nossa estadia sofremos um sismo de 4,7 na escala de richter. causou o pânico entre os turistas, mas ficou tudo bem e não passou de um susto)

Fotografias Bambu Indah

o QUE FAZER?
PURA TIRTHA EMPUL

Em Ubud há muitos lugares imperdíveis, no nosso caso tirámos um dia para os visitar a todos.

Desde que chegámos a Bali ficámos amigos do taxista que nos levou para o primeiro hotel,  que convenientemente tinha uma agência de transportes, o que nos facilitou a vida e fidelizámo-nos à sua empresa,  fez-nos sempre preços muito em conta. E mais tarde ainda nos organizou a viagem para as Gili.

Pura Tirtha Empul não é apenas um dos mais importantes templos, mas também um dos mais famosos, devido à sua água sagrada que é usada para purificação.  

Tirta Empul significa "nascente de água sagrada". Esta água da nascente é distribuída para várias piscinas de purificação que os hindus balineses usam para os seus rituais de purificação. 

Tegenungan waterfall
TEGALALANG RICE FIELDS

s e m i n y a c k 

INDONÉSIA

como se deslocar?

Após a nossa estadia no Bambu Indah ter terminado, seguimos a nossa viagem até Seminyak, e aqui sim é o sitio para se perder a cabeça em compras. As ruas tem imensas lojas e as coisas são mais baratas porque são manufaturadas na Indonésia.

Aqui há sitios muito em conta para dormir, nós optamos por um hostel que deu por volta de 10€ a cada um, assim como há lugares para comer dos mais variados preços.

Admito que tive um bocado de  receio de experimentar um restaurante local, mas foi o melhor nasigoreng que comi na vida, por isso já sabem onde virem mais locais a comer é porque a comida é muito boa.

Por aqui é bem mais fácil alugar mota, e poder ir até a praia até as horas que nos apetecer sem ter um taxista a nossa espera. Estas foram as meninas que nos acompanharam nos próximos destinos.

PEQUENO ALMOÇO NO organic cafe 

Era obrigatório vir ao Organic cafe em Bali, o percursor desta vaga de restaurantes de comida vegan e vegetariana em Bali. E não ficou nada a quem das nossas espetativas, a comida era ótima e o atendimento como sempre parecia que estávamos em casa.

O que fazer?

Nós escolhemos Seminyack por ser uma pequena cidade com muitos serviços, restaurantes e lojas e por ser perto de alguns sítios que queríamos visitar, então esta tornou-se a melhor escolha para nos permitir seguir dali para os diversos locais.

SURF EM CANGGU

Bali é procurada por muitos pela prática do surf, e esta praia é o "paraíso dos surfistas" ou amantes da prática. Aqui podes encontrar o conhecido café old mans com festas todas as noites, ter aulas de surf e beber a tua bintang ao mesmo tempo que aprecias o pôr do sol mais fantástico da tua vida.

MANHÃ EM BIGIN

Decidimos conhecer a famosa praia de Bigin, não adorámos tem pouco areal e muitas rochas.

Idealmente quem viaja para Bali deveria levar uns "sapatos de àgua" otimos para as praias com fundo de rocha e coral.

PRAIA EM KARMA KANDARA

Muitos dos nossos amigos que ja tinham visitado este paraíso na terra, recomendaram esta praia, pois bem é privada e fica dentro de um hotel. Para lá chegar temos que descer uma espécie de teleférico/elevador. 

A nós não nos foi pedido que pagássemos nada, ao contrário de amigos nossos que também lá foram.

nusa lebongan

INDONÉSIA

Guardámos esta ilha perto de Bali antes de partirmos para as ilhas Gili. Chama-se praia dos sonhos e fica na ilha de Nusa Lembongan, uma ilha pequena e sem carros, as deslocações são apenas de mota e a parte mais bonita da ilha fica do lado oposto ao cais dos barcos, portanto é necessário o aluguer de mota.

Mas vale muito a pena.

Ao fim do dia quando regressámos de barco, encontrámos uma celebração na praia, com toda a gente vestida de branco e muitos cânticos. tratava-se do Niepy,  o "Dia do Silêncio" balinês . Neste dia é feriado na Indonésia, é um dia de silêncio, jejum e meditação para todos os balineses. 

O dia seguinte Nyepi também é comemorado como o dia de ano novo. 

Observado das 6 da manhã às 6 da manhã do dia seguinte, Nyepi é um dia reservado para a autorreflexão e , como tal, qualquer coisa que possa interferir com esse propósito é restrita. As principais restrições não são incêndios de iluminação (e as luzes devem ser mantidas baixas); sem trabalho; sem entretenimento ou prazer; sem viajar; e, para alguns, não falar ou comer nada. O efeito dessas proibições é que as ruas e estradas geralmente movimentadas de Bali estão vazias, há pouco ou nenhum ruído de TVs e rádios, e poucos sinais de atividade são vistos até mesmo dentro de casas. As únicas pessoas a serem vistas ao ar livre são os Pecalang, homens de segurança tradicionais que patrulham as ruas para garantir que as proibições sejam seguidas.

GILI ISLANDS

GILI AIR

Ficámos apenas 2 noites nesta ilha, e foi o suficiente para a conhecer, é muito pequena e em 1.30 /2h conseguimos dar a volta a pé, tem poucos habitantes, poucos turistas, o único transporte são carroças puxadas por cavalos.

GILI ISLANDS

GILI MENO

Mais movimentada, mas muito zen também, esta ilha Meno situada no Meio das 3, foi assim que decorámos as suas localizações.

Deu para descansar, fazer padle, e comer um bom peixinho na brasa a ver o por do sol com os pés na areia.

GILI ISLANDS

GILI TRAWANGAN

Como o melhor fica sempre para o fim, deixamos a Gili-T para nos despedirmos destas ilhas, foram 3 dias muito intensos de praia, festa, jantares com amigos (que encontramos lá ao acaso) e algumas aulas de surf.

Hotel le pirate

Hotel le pirate

ULUWATU

INDONÉSIA

Voltar a Bali, e escolher a Dreamland beach para a nossa despedida deste pedaço de paraíso na terra. Não a escolhemos só pela sua beleza mas também devido a sua proximidade do aeroporto de Depansar.

Deu para descansar, fazer mais umas aulas de surf e despedirmo-nos destes sunsets inesqueciveis.

Verdade é que nesta praia, muito conhecida pelas ondas, beleza natural mas foi onde nos deparámos com a maior precariedade neste país. As duas fotografias acima são do mesmo sítio para lados opostos, ou seja de um lado um paraíso e de outro uma lixeira a céu aberto que o mar trouxe.

Devemos nós enquanto cidadãos do mundo cuidar do nosso planeta, apenas se um de nós tiver um minímo de cuidado e civismo coisas como estas não vão continuar a acontecer.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now