2019, by André Chaíça

Nova Iorque

DEZEMBRO DE 2018

Sim, cometemos esta loucura e fomos em Dezembro para Nova Iorque. Escusado será dizer que esta é a altura do ano em que tudo aqui se transforma, todas as decorações, todas as montras, todas as ruas ficam mágicas.

Não há melhor coisa no mundo do que viajar em épocas especiais, sempre com o senão que há sempre mais turistas. Mas nada disso importa quando se visita a cidade que nunca dorme pela primeira vez, parece que estamos constantemente a viver num filme, enquanto passeamos pelos bairros típicos que reconhecemos das séries, ou pelas diferentes pessoas que vemos nas ruas desde as senhoras com um ar muito distinto aos magnatas russos de fato de treino há de tudo. 

Tens que saber isto:

Bandeira:

Capital: Washington d.c.

Moeda: dollar americano

Código telefónico: +1

Língua: Inglês

Fuso horário: UTC/GMT -5 horas que em Portugal

Localização

onde ficar?

Nós optámos por ficar em 3 hotéis diferentes para poder explorar melhor a cidade por zonas. 

A nossa primeira estadia foi em Williamsburg na zona de Brooklyn, este era claramente uma das zonas que eu mais queria conhecer e quem assistiu à série Gossip girl entende o motivo (o bairro do Dan humphrey). Também é o bairros que cada vez mais nova-iorquinos escolhem para viver, fácil perceber porquê, pois um bairro implementado à beira-rio acaba por ter mais ar puro e qualidade de vida, e também não menos importante a magnifica vista sobre Manhattan

 

Subscribe & Follow

  • Facebook - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

INSTAGRAM

O Williamsburg Hotel é de oito andares e conta com mais de 150 quartos envoltos em tijolo laranja, vidro e acabamentos em aço Corten. 

Há cinquenta anos a zona de Williamsburg era um bairro da indústria. que se transformou numa comunidade movimentada, cheia de criativos, sonhadores e realizadores que se encontram para tomar uma bebida e fazer as coisas simplesmente acontecer.

Localizado na Avenida Wythe e North 10th Street, o The Williamsburg Hotel fica no centro da história e da história em formação.

Todo o hotel foi pensado em partes, pois este magnifico salão café transformasse à noite num pub, e o terraço com uma vista para Manhattan de cortar a respiração numa discoteca, pequenos detalhes que fazem toda a diferença para os hóspedes que procuram mais diversão. Mas o que tem de bom é o isolamento dos quartos que nem damos pelo som da música.

O que visitar?

Mesmo do outro lado do rio, e muito cansados da viagem de 8h de avião não aguentámos "excitação" metemo-nos no metro e fomos à famosa Times square, fiquei maravilhado com os gigantescos prédios cheios de anúncios, cores e néons ao mesmo tempo que fotografava e filmava.

 

Este icónico parque, situado numa das principais zonas da cidade serve de pulmão verde a toda aquela confusão citadina um local calmo e pacifico para passear, embora ladeado por todos aqueles arranha céus 

Estava um dia solarengo, passeámos, tirámos fotografias aos gigantes esquilos que lá vivem  e terminámos no enorme lago onde navegam os apaixonados casais.

 

Foi muito rápido o caminho que fizemos até ao Rockefeller Center, para subirmos ao Top of the rock, uma vista 360º sobre Manathan, mas é importante comprarem os bilhetes com antecedência porque as visitas tem horários e vagas.

 

 

O Tillary Hotel é um hotel de charme muito aconchegante e confortável localizado na comunidade de Brooklyn. uma ótima opção para quem deseja visitar a ponte de brooklyn (fica a 5 minutos a pé).Oferece também um bar-café lindo cheio de azulejos azuis no chão que fazem lembrar Portugal.

No nosso terceiro dia acordámos bem cedo para poder ver o amanhecer na famosíssima ponte de Brooklyn, eramos só nós e algumas pessoas a correr. Das mais belas imagens que guardo desta viagem.

Aproveitando a nossa energia matutina, decidimos riscar também da nossa whishlist o D.U.M.B.O. uma abreviação para “Down Under Manhattan Bridge Overpass” uma zona debaixo da Manhattan Bridge com esta vista de cortar a respiração.

O Gansevoort é o primeiro resort de serviço completo no centro histórico Meatpacking District de Manhattan, que oferece vistas panorâmicas de 360 ​​graus da cidade de Nova York e do pôr do sol sobre o Rio Hudson. 

Podia levar horas a descrever este magnifico projeto que tanto me fez sonhar enquanto estudava Arquitetura Paisagista, mas isso vocês não querem por isso sucintamente o High Line é um extenso parque elevado e construído sob antigos trilhos de comboio no meio de Manhattan.

Este projeto entende-se desde Meatpacking District até Hudson Yards.  Ao caminhar neste parque, terão de um lado uma bela vista para o Hudson River e um pouco de sossego no meio das ruas agitadas de Manhattan.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now