Six Senses

Douro Valley

LAMEGO - NORTE/PORTUGAL

 press trip

JUNHO, 2020

subscribe & follow

Após 2 meses de confinamento voltámos a viajar, mas desta vez dentro do nosso País. Penso que por agora apanhar um avião é uma ideia muito remota para a maioria das população mundial.

Rumámos a Norte, mais precisamente para Samodães, Lamego.

  • Facebook - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

A nossa viagem começou de comboio fazendo o trajeto Lisboa - Porto e depois Porto - Lamego com um simpático senhor que nos fez o transfer até ao hotel. (O Senhor Carlos faz imensos transfers e tours nesta zona | AGT - 964321046). Neste trajeto tivemos  a oportunidade de fazer a que foi considerada a estrada mais bonita do Mundo, assim como Pinhão a Vila que é conhecida como o coração do Douro.

Aqui atividades não vão faltar, e vão ver que o tempo passa a voar sem que dêem por isso. Comecemos então por uma tarde nesta fantástica piscina ladeada por estas maravilhosas encostas cheias de vinhas com uma vista privilegiada para o rio Douro.

Claro que o nosso quarto não foi excepção, com este espaçoso e extraordinário alpendre. Toda a decoração faz menção as vinhas e ao vinho até as cores.

Todos os interiores são acolhedores com um toque moderno mas sempre utilizando peças que ajudam a contar a história do hotel como livros antigos, garrafas, azulejos e cortiça.

Todo o hotel é pensado no consumir local e biológico. Construíram uma horta com algumas zonas de estadia segmentadas em retângulos para promover a livre circulação entre os espaços, e os legumes, especiarias e plantas comestíveis no restaurante são provenientes daqui.  Também transformaram a antiga destilaria num earth lab, onde são feitas conservas, pickles e a secagem das especiarias.

Existem vários bares/restaurantes pelo hotel onde podemos almoçar e fazer qualquer refeição ao longo do dia. E também o restaurante principal onde é servido o pequeno almoço com esta cozinha fantástica que nos faz tanto sentir em casa.

Como referi acima há enumeras atividades que podem fazer durante a vossa estadia como aulas de yoga, forest walk, prova de vinhos todas precisam de uma marcação prévia. A minha favorita foi o passeio pela floresta onde pude descobrir enúmeros espaços de estadia com vistas de cortar a respiração e zonas para piquenique. 

Também oferece um fantástico spa para quem pretende relaxar ao máximo neste paraíso na terra, onde podem fazer massagens de relaxamento, sauna com infravermelhos, piscina de agua aquecida entre outros tantos tratamentos.

Também pudemos ter a oportunidade de fazer um jantar com o chef, em que o chef Mark residente do Six sense nos proporcionou uma viagem gastronómica pelos sabores biológicos da região. Acreditam que comemos melancia assada sem percebermos o que era?

Todas estas opções fazem deste Six Senses um lugar especial e único, que faz com que os seus hospedes se sintam em casa, podendo usufruir ao máximo desta experiência. 

2019, by André Chaíça